PetBlog

Um ano de vida do seu cachorro não é o mesmo que sete anos de uma pessoa. Esse modo de contar é muito simplista. Você sabe, afinal, como funciona a contagem da idade do pet? Os cães envelhecem mais rápido do que os humanos e, dependendo do tamanho, há um processo de envelhecimento diferente.

Cachorros de raças pequenas, como os chihuahuas, normalmente envelhecem mais lentamente. Os cães de raças gigantes envelhecem mais rápido quando comparados a outros tamanhos. Isso significa que, quanto maior o cão estiver quando já for adulto, o corpo envelhece de forma mais acelerada. Durante os primeiros seis meses de vida, o desenvolvimento é o mesmo para ambos: olhos e ouvidos se abrem, dentes do bebê entram em erupção e o cão será desmamado de sua mãe para comer comida sólida. As placas de crescimento nos ossos ainda permanecem abertas, ou seja, indicam que o cão ainda está crescendo durante esse período.

Entre seis meses e três anos, os cachorros atingem o tamanho adulto. As placas de crescimento nos ossos se fecham, e os dentes de leite começam a cair. Em geral, a alimentação muda quando o crescimento termina. O primeiro ano de vida do cão equivale à faixa etária de 14 a 18 anos para uma pessoa.

Aos três anos de idade do bichinho, o processo de envelhecimento começa a variar de acordo com o tamanho. Os níveis de energia se tornam mais estáveis, mas os ferimentos são comuns nessa idade, pois o cão está bastante ativo. A maioria é bastante saudável durante os anos da fase adulta. Há chance de que cães gigantes ajam como idosos, apresentando problemas de saúde conforme se aproximam aos seis anos de idade.

Os cães idosos geralmente têm mais de sete anos e precisam de um acompanhamento mais regular da saúde. Qualquer sinal de doença deve ser detectado precocemente, por isso leve a cada seis meses ao veterinário. Quando os cães chegam a dois dígitos, podem ser classificados como geriátricos. Os menores atingem essa classificação somente aos 14 anos, já que vivem mais.Cães geriátricos são propensos a desenvolver problemas comuns à idade. Dificuldade para caminhar e pular e perda no funcionamento de alguns órgãos são alguns indícios de possíveis doenças. Faça check-ups com o seu veterinário e cuide atentamente da saúde do seu bicho.

 

 

A primavera é a estação das alergias para os humanos. A baixa umidade relativa do ar afeta também os pets, sabia? Por isso é bom ficar de olho na saúde de seu bichinho. Essa época é o período de reprodução de grande parte das espécies, mas as intervenções do homem têm comprometido o equilíbrio ambiental, aumentando a poluição do ar, reduzindo as áreas verdes e ampliando o uso de inseticidas.

Situações emergenciais exigem ação rápida e são comuns para quem tem pets. Quando isso acontece, a maioria dos tutores se desespera e não sabe o que fazer: o recomendado é procurar atendimento de um médico veterinário o mais rápido possível.  Cães e gatos filhotes exigem atenção redobrada, pois são agitados e estão sujeitos a diversos tipos de acidentes.

Barriga no chão, língua para fora, respiração ofegante… Esse comportamento é comum no seu pet? Não é necessário medir a temperatura do cachorro para confirmar que ele sente calor e procura um jeito de se refrescar em dias muito quentes. O clima influencia na forma como o animal se comporta. Em dias de grande calor, é preciso evitar passeios em horários de pico do sol; já em dias frios, algumas raças precisam de agasalho. Nesse sentido, é importante aprender a diferenciar o que é verdade ou não. 

Pagina 1 de 35

Televendas

O melhor atendimento é com a Pet Dreams.

 

(51) 3333.3030 

 

 Atendimento de segunda a sexta,
das 9h às 18h.

 

 

Tele Entrega

Bairros:

Mont Serrat, Bela Vista, Boa Vista, Petrópolis, Rio Branco, Higienópolis

R$ 15,00.
*somente para entrega de medicamentos e rações*

Demais bairros -consulte

Nos reservamos o direito de não atender algumas áreas.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco.

Formas de Pagamento

 

Dinheiro ou Cartão