O que se sabe sobre o novo coronavírus e os pets?

A rápida propagação do novo coronavírus mudou a rotina do mundo todo. A quarentena voluntária é a forma mais eficaz de controlar a disseminação da Covid-19. Passar mais tempo em casa significa conviver mais com os pets. A chance de contrair o vírus entre os humanos é alta, mas a preocupação acabou surgindo em relação aos pets: afinal, os donos podem infectar seus animais e vice-versa? 

 

Lembramos que o coronavírus existe desde os anos 60: há pelo menos 5 variáveis que infectam humanos. Alguns causam sintomas parecidos como os da gripe; outros, podem conduzir a síndromes respiratórias graves. Certos tipos contagiam peixes, aves ou mamíferos. Aí que entram os pets: existe, por exemplo, o coronavírus canino (CCoV), que pode provocar diarreias leves em cãezinhos. Há, também, o coronavírus felino, que faz os gatos sofrerem de peritonite infecciosa felina, doença que pode ocasionar nódulos em órgãos internos e, inclusive, matar. Ambos os vírus são transmitidos entre as próprias espécies e não infectam humanos.

 

Quanto ao Covid-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) chegou a informar que não era possível que um animal de estimação contraísse a doença, mas essa informação foi mudada. O que se sabe é que, em Hong Kong, um lulu-da-pomerânia de uma pessoa com Covid-19 foi testado como “fraco positivo” para o vírus, ou seja, com carga viral baixa nas amostras coletadas. Segundo o relatório, isso pode ser indício de contaminação ambiental (de alguma superfície ou objeto contaminado), não de infecção ativa (com o humano passando diretamente ao pet). 

 

O diagnóstico ocorreu em 28 de fevereiro a partir de amostras do focinho e da boca. O cão não tinha nenhum sintoma da doença; porém, foi colocado em quarentena. O que se sabe, até o momento, é que pets apenas podem carregar o vírus. Mas há outra questão: uma pessoa pode espirrar e contaminar o pelo de seu animal, que pode ser afagado por uma outra pessoa, contaminando-a. É mais ou menos o que acontece com o compartilhamento de objetos. Por isso, a recomendação é evitar contato com o pet caso haja qualquer sintoma da doença;

 

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), agência do Ministério da Saúde dos Estados Unidos, aconselha que outra pessoa cuide dos animais caso o dono apresente sintomas. Se não houver esta opção, lave as mãos antes e depois de interagir com os animais e use máscara facial. 

Televendas

O melhor atendimento é com a Pet Dreams.

 

(51) 3333.3030 

 

 Atendimento de segunda a sexta,
das 9h às 18h.

 

 

Tele Entrega

Bairros:

Mont Serrat, Bela Vista, Boa Vista, Petrópolis, Rio Branco, Higienópolis

R$ 15,00.
*somente para entrega de medicamentos e rações*

Demais bairros -consulte

Nos reservamos o direito de não atender algumas áreas.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco.

Formas de Pagamento

 

Dinheiro ou Cartão